Logo Guia JeansWear

Selecione seu idioma

Entrevistas

06/10/16 08:44

ENTREVISTA

Capacitação, informação e inovação diferenciam a Canaã Customização

Capacitação, informação e inovação diferenciam a Canaã CustomizaçãoAté 2006, o Brasil e boa parte do mundo encontravam uma grande deficiência em tecnologia dentro do setor de lavanderia de jeans. Todos os processos para a conquista dos efeitos vintage eram desenvolvidos manualmente, apesar disso, já existiam algumas lavanderias brasileiras que corriam atrás de um efeito artesanal quase perfeito e de tecnologias que os levassem a essa perfeição e, uma delas é o grupo Canaã Customização.

Conversamos com Silfarley Peterli, ou melhor, Sil, como é chamado pelos amigos, diretor do grupo, para conferir de perto que a empresa oferece a seus clientes muito mais que um serviço de lavanderia. Confira conosco o que fez a Canaã Customização se diferenciar no mercado do jeans:

Guia JeansWear - Silfarley, essa mudança do Espírito Santo para Minas Gerais e São Paulo era um inconformismo seu da forma de trabalhar de alguns clientes ou existia outra causa?
Silfarley Peterli - Mudei porque chegou um momento que 100% dos meus clientes eram de São Paulo, não justificava mais eu ficar tão distante desse mercado. Estar em São Paulo fez toda a diferença, essa proximidade com meu cliente tornou a empresa muito mais eficiente.

GJ - Quais tipos de serviços técnicos, beneficiamentos e customização a Canaã oferece ao mercado do jeans?
Silfarley - Dentro de uma lavanderia, executamos todos os tipos de serviços, fazemos desde os básicos até os efeitos mais elaborados que retratam os vintage originais, com maquinário de ponta como laser e ozônio. Também fazemos bordados e cerzidos artísticos com uma bordadeira industrial que adquirimos no ano passado, já visando que depois da onda dos destruídos com multiplicação dos buracos no jeans, sentimos que a tendência seria fechá-los, o que já está acontecendo.

Nos preocupamos em fazer o melhor, os puídos e devorês, por exemplo, preferimos executá-los com a tecnologia laser porque a queima reproduz mais fielmente, a trama não estoura, dessa maneira o corte fica com uma reprodução perfeita. Mas acredito que muito mais que desenvolver grandes efeitos, fazer o processo correto de acordo com a identidade de cada marca que atendemos é o mais importante.

GJ - Qual o diferencial da Canaã? Além dos trabalhos diferenciados, quais outros serviços oferecem aos clientes e a proposta de marca de cada um?
Silfarley - Explorar os processos certos para cada cliente seguindo genuinamente o estilo de cada marca. Nossa preocupação é que as peças dos clientes que lavam conosco jamais venham a ter a cara da Canaã, mas sim sua própria identidade dentro dos processos que desenvolvemos. No dia que andarmos pela lavanderia e precisarmos olhar a etiqueta dentro das peças para reconhecer de qual cliente é o produto, estaremos errados, pois cada marca precisa ter características únicas de customização.

Não padronizamos lavagens, cada um tem o seu perfil. Buscamos nas tendências as informações para adaptarmos de forma diferente para cada marca. Estudamos o design para as peças junto com a equipe de estilo de cada cliente e nossos designers e técnicos. Em parceria com a Style WF - detentora do Guia JeansWear - oferecemos aos nossos clientes pesquisas de mercado, como por exemplo, da concorrência dos nossos clientes, de vitrines e visual merchandising, cases de sucesso, tudo vai de acordo com as necessidades que se fizerem presentes.

GJ - Como apresenta esses serviços aos clientes e de quanto em quanto tempo?
Silfarley - Apresentamos alguns desenvolvimentos bem elaborados a cada seis meses, através de peças jeans customizadas com informações das principais tendências. Essas peças são inspiracionais, mas podem tranquilamente ser produzidas. Fora o trabalho de informações das tendências, formamos esse ano uma parceria com a StyleWF que nos oferece serviços de pesquisa de mercado que nos informa números para reflexão dos nossos clientes, o que o mercado está fazendo, o que os concorrentes dos nossos clientes estão fazendo de bom e de ruim.

Temos uma parceria forte com nossos clientes, isso nos ajuda a antecipar as informações que são relevantes e levar algumas soluções até eles. Queremos com isso colocar nossos clientes em posição de destaque. O que nos direciona é o seguinte lema: juntos conseguimos ser mais fortes.

GJ - Qual resultado espera que obtenha seu cliente que absorve esses serviços?
Silfarley - Quero de certa forma agilizar o trabalho do meu cliente, fortalecê-lo. Assim nos tornamos mais fortes também e consequentemente o mercado se fortalece mais. Quando encontramos o caminho certo de trabalho de lavanderia dentro de uma marca, deixamos o cliente confortável. Adquirimos confiança através dos resultados que esse trabalho dá para eles nas vendas, o que facilita o nosso trabalho, nos dá liberdade e segurança, dessa forma tudo flui para o progresso de todos.

GJ - Qual a real intenção que a Canaã tem em oferecer serviços tão diferenciados que fogem do perfil de uma lavanderia?
Silfarley - A real intenção é sermos mais fortes juntos. Eu quero me manter firme no mercado, mas eu não quero perder minha capacidade de gerar novos processos, de fazer pesquisas com a intensidade que fazemos, estamos falando de investimento árduo dia a dia, se surgir novos equipamentos no mercado para fortalecer as vendas do meu cliente, eu tenho que investir nisso imediatamente. Sobretudo faço questão de ter uma equipe valorizada pelo nosso cliente, nossos colaboradores têm que gostar do que faz, porque assim eles farão o melhor.

Temos vários projetos de incentivo e capacitação na Canaã, como a escola de líderes, nos reunimos todo mês para debater sobre gestão, os resultados desses projetos tem sido surpreendentes, nos depoimentos dos encarregados e líderes que participam diretamente desse projeto eles reconhecem o quanto isso os tem ajudado. A lavanderia não basta estar atuante, ela tem que estar sólida tem que ser auto-sustentável. Temos que ser diferentes no mercado de dentro para fora também.

GJ - Além das visitas aos clientes, a Canaã usa as mídias sociais para se comunicar com as marcas? Se sim, quais e de que forma? Silfarley - Nos preocupamos em colocar conteúdos de relevância, gerar novos conteúdos sempre, percebemos que nossos clientes gostam e esperam por isso. As redes sociais tem um papel fundamental de termômetro para nós, colocamos peças com informações impactantes para colher um feedback, isto é automático, usamos para interagir com o consumidor final no caso o Facebook, usamos o Instagram como informação de moda para nossos clientes e o Pinterest para captação de pesquisas . Queremos aumentar esse termômetro em números para experimentar as opiniões das pessoas antes de mostrar para o cliente e sobretudo usar como ferramenta de marketing, precisamos colocar a cara na janela, aparecer para o mundo.

GJ - Como você vê a maioria das lavanderias brasileiras e quais conselhos você deixa para quem está começando?
Silfarley - Sou do tempo que lavanderia só fazia processos básicos de desbotamento. Vejo que temos três categorias de lavanderias no Brasil, as que não conseguiram se posicionar para realizar produtos que façam a diferença, lavam sem critério de produto, não tem compromisso com as leis ambientais, não tem condições de investir em tecnologia porque cobram preços baixos pelos serviços prestados, essas já estão deixando de existir.

Outra categoria são as lavanderias que estão lutando para sair da zona de sobrevivência para fazer um serviço melhor, elas dependem das marcas que atendem, se os clientes dessas lavanderias forem marcas que valorizam um bom trabalho e querem produtos de melhor relevância, as chances delas crescerem são muitas, elas estão tentando se enquadrar nas leis.

Por último, temos as lavanderias que estão realmente fazendo a diferença no mercado, elas buscam informações, cada uma ao seu modo, cada um com seu DNA, estão preocupadas em levar cada vez mais soluções para o cliente, custo competitivo, levar produto com valor agregado percebível, acredito muito no respeito mútuo entre a lavanderia e a marca, essas lavanderias estão ligadas à marcas que entenderam esse diferencial, elas desejam isso, querem se consolidar com fornecedores fortes, a Canaã é uma delas.

GJ - Pretende levar outros serviços para as marcas jeanswear que atende? Tem novos projetos?
Silfarley - No dia que acabar a ideia de fazer novos projetos, meu Deus, temos que parar e rever. Apresentamos um showroom com peças relevantes aos nossos clientes duas vezes ao ano, nessa última apresentação, pedimos para as tecelagens, as principais bases de tecidos e fizemos grupos de lavagens para mostrarmos o comportamento de cada tecido, toque, encolhimento e valor. O resultado foi surpreendente, no dia-a-dia da confecção o cliente não tem tempo para fazer muitos testes.

No final do mês apresentaremos aos nossos clientes, uma pesquisa que encomendamos à Style WF de tendências de vitrines e visual merchandising, por exemplo, temos outra pesquisa programada para 2017 sobre os principais cases de sucesso de marcas jeanswear. Queremos andar livres para perceber as necessidades dos clientes, ver de que forma podemos levar soluções até eles. Temos que ser rápidos, quando a ideia surge, temos que abraçá-la logo.

Aproveito para agradecer muito aos nossos clientes parceiros, se hoje chegamos aonde chegamos é graças aos clientes que acreditaram, apostaram e nos deram a oportunidade de mostrarmos nosso trabalho. Sentimos na obrigação de oferecer o melhor para eles, pois sempre acreditaram em nós e isso é o que nos mantém.

Fonte | Assinatura: IOLANDA WUTZL | FOTOS: EQUIPE GUIA JEANSWEAR

Fotos

Versão para Impressão
Enviar para um amigo
FaceBook
Twitter
 

OK
Entrevistas Mais Recentes

Publicidade





Guia JeansWear Copyright 2005 - 2014. Todos os direitos reservados.